Referência à Arquitetura Moderna pelo uso do Concreto Aparente

01/25/2011

Quando soubemos que o escritório ganhara a concorrência para projetar a reforma de uma antiga casa que abrigaria o Anexo da Câmara dos Vereadores foi um momento muito feliz e marcante para o escritório. Nunca havíamos projetado um Espaço Público desta natureza. Estava cursando minha Especialização em Projeto Arquitetônico, em Londrina-PR  na UEL,  e toda minha conceitualização de Arquitetura estava sofrendo uma grande influência, e claro, se transformando.

 Naquele momento pensava na beleza e importância do prédio que abriga a Prefeitura, em frente ao local da obra. Historicamente para a cidade é uma edificação importante, com todas as características e belezas da Arquitetura Moderna. Pensei que este projeto deveria ter alguma relação com isso tudo. A Arquitetura Moderna tem uma importância e uma brasilidade única: a volumetria clara e limpa, sua conceitualização atemporal e sem limites geográficos. E pelos materiais. Principalmente o Concreto Aparente. Uma vontade imensa me fez trabalhar, desde aí, na pesquisa da utilização deste material e do resgate junto à mão-de-obra local para alcançarmos uma relativa excelência. Acho que esse trabalho nunca acabará.

Croqui: Projeto para Anexo da Câmara dos Vereadores de Marília-SP

 Por questões orçamentárias o projeto sofreu grandes e drásticos cortes. Principalmente no interior da edificação. Porém a representatividade e a relação arquitetônica entre as construções foram muito bem aceitas pelas autoridades que concordaram em mantermos ao máximo o conceito original da fachada.

Sketch da Fachada com a Proposta dos Revestimentos: Concreto Aparente e Madeira

Uma grande empena frontal é emoldurada por um pórtico chanfrado, em Concreto Aparente.  Partindo do conceito que cada material aplicado possui uma linguagem simbólica, com representativades específicas. O uso da madeira também exerce uma função à unidade do conjunto. Faz referência à nossa arquitetura regional: historicamente uma homenagem às antigas moradias em madeira, tão comum na nossa região. Além de causar sensação de conforto, a madeira sugere a aproximação do indivíduo com o edifício.

Fachada concluída em meados de janeiro de 2010

O uso do inox no guarda-corpo simboliza a inovação e tecnologia acessíveis à população, através da Arquitetura. Afinal, o espaço abrigaria a TV Câmara local e A Internet Popular.

A conceitualização dos detalhes fez com que cada material exercesse um papel importante no resultado final da composição, dificultando sua alteração, e conferindo força ao conjunto. 

Detalhe da Moldura da empena: Concreto Aparente Moldado in loco.

Acredito muito em como a Arquitetura  pode  influenciar o indivíduo socialmente desprovido de cultura,  agregando a ele  novas informações e  valores.  Porém, uma grande mudança só ocorrerá se esse trabalho for realmente valorizado pelas autoridades. Incentivando bons projetos arquitetônicos através de concursos locais para novos prédios públicos. Enquanto torço,  essa é minha humilde colaboração.

Anúncios

Reforma e Nova Fachada: Oral Center

01/03/2011

O projeto de repaginação da Fachada e Recepção da Clínica Oral Center, localizada na Avenida Santo Antonio em Marília-SP, partiu do princípio de explorar uma volumetria mais elaborada fazendo contraponto com o  uso de formas e materiais claro e limpos estéticamente, e a integração do interior com o exterior.

A primeira medida foi a aplicação de um material que remetesse personalidade à grande volumetria reta. Por ser predominate corre o risco de ser monótona. Resolvemos o problema inserindo uma película de vidro laminado, aplicado à alvenria sob uma estrutura metálica. A cor branca permite a reflexão das cores do céu, e do movimento da nuvens, tornando-a extremamente dinâmica.

O revestimento da calçada foi alterado. O petit-pavet que antes  possuía desenhos em predominantes tons amarelos com detalhes em branco, agora assume o branco total, o que deu amplitude e destaque aos novos materiais. O acesso se dá por um tapete de Castellatto Madeira – a única cor que foge das várias nuances do branco –  que conduz do passeio à entrada da Clínica. Com a remodelação do jardim, permitiu-se um aumento da área verde, agregando charme e possibilidades ao projeto paisagístico da Paisá (por Ricardo Galbiati).

Fachada repaginada Oral Center

Uma volumetria deslocada e assimétrica foi criada como para dar dinamismo às formas e privacidade ao café e à antesala de acesso ao lavabo. Transpassando a cobertura, é o elemento vertical (juntamente com as palmeiras) que vem para equilbrar as proporções. A pintura como acabamento se faz importante aqui, pois  permite mudanças futuras, renovando-se .

 A antiga marquise redonda foi camuflada com estrutura metálica de linhas retas, onde inseri um forro de gesso para instalção de parte do projeto de luminotécnica. A antiga fachada possuia apenas um holofote muito forte que clareava toda a entrada, mas sem charme. Abaixo da marquise a “caixa” – recurso que adoro – aparece envidraçada e  impondo-se sobre o desenho do jardim, como se fosse inserido posteriormente. O jardim, por sua vez,  presulta em pertencer ora à recepção, ora ao exterior.

Estudo de Luminotécnica valoriza detalhes da volumetria da nova Fachada

 No interior da Recepção a sofisticação se dá pelo novo acabamento do piso: o mármore Crema Marfil.  A utilização de poucos elementos decorativos segue a mesma proposta clean da fachada. As poltronas de design foram executados pela tapeçaria Art Fine.

Vista do interior da Clínica, em detalhe a Recepção

 A preocupação com a iluminação se estende ao interior da Clínica, trazendo charme aos ambientes que, à noite, também são valorizados.

Detalhe do Projeto Luminotécnico da Recepção e Sala de Espera

 Atrás do balcão da Recepção, o jardim de inverno era desvalorizado pela íncômoda vista da janela de um dos banheiros do interior da Clínica. Um painel em madeira de demolição foi planejado a fim de valorizar a parede de destaque onde plantas pendentes camuflam a janela, sem obstruir totalmente a entrada de luz. Tal elemento, além de conferir charme ao jardim de inverno, troxe a sensação de aconchego à espera dos pacientes.

Painel em madeira de demolição e jardim vertical camuflam janela do banheiro

No interior do Consultório o papel de parede se insere como um novo acabamento,  repaginando o ambiente interno sem atrapalhar o dia-a-dia da Clínica. Os jardins de inverno também receberam devida atenção, trazendo agradável paisagem às áreas de trabalho.

Novo jardim de inverno, em detalhe: um dos Consultórios

Ficha Técnica: Projeto Arquitetônico Larissa Leme, Construtor Odair Mendes, Estrutura Metálica Campoi, Romildo Petit-Pavet, Ricardo Eletricista, Maribox, Lumiarte, Espaço Arte, Casa Sol,  Arremate, Tapeçaria Art Fine, Planet Paper (papéis de parede importados), serviços de Pintura João, Palácio da Tintas, Mil Placas.

www.oralcenter.com.br

Residência H178

12/18/2010

Estava ansiosa em postar este projeto! Não foi feito este ano mas as obras iniciaram, o que me deixa ansiosa. No post, optei pelas fotos da ideia inicial. No decorrer do tempo o projeto sofreu pequenas alterações. Mas a primeira ideia é o conceito mais original, a ideia do coração que se liberta!

Foi um projeto bacana de fazer. Dá um prazer imenso ouvir do cliente que você tem carta-branca. Na verdade minha estória com esse projeto começou  na ajuda na escolha do terreno. Triangular!Diferentemente do que se pensa: um lote irregular e bastante inclinado tem grandes chances de dar um ótimo projeto! E principalmente com muita personalidade. Afinal de contas nestes casos o arquiteto tem que explorar todos os seus conhecimentos… e o resultado final aparece!

A frente do lote é a maior face, 42 metros. Daí a ideia de que os quartos ficassem todos voltados para a frente da residência: num primeiro plano uma pequena praça do condomínio Garden Park, e ao fundo um dos  muitos e lindos itambés que a cidade de Marília nos oferece a contemplar.

croqui

A arquitetura modernista foi a escolha por se tratar de uma arquitetura que acredito muito.  Ela tem uma beleza elegante, da simplicidade das formas, da integração dos espaços. Uso da “caixa” limpá de adornos, os pilotis de concreto aparente, a planta livre no térreo.

Perspectiva da residência

Desde o acesso á residência pela porta principal, a integração interior-exterior é percebida. E tamanha que podemos a partir da sala ter tanto a vista do itambé quanto da piscina, ao fundo do lote, na área de lazer.

Perspectiva 02 da residência

No térreo, à direita a garagem com pilares de pilotis, dá acesso tanto à área da piscina, quanto à porta principal. No hall de entrada uma parede estrutural revestida de pedra delimita a entrada às salas e à direita á escada com degraus em balanço dá acesso aos quartos. Cozinha e áreas de serviços estão à esquerda com um corredor de apoio e estendal atrás do muro da fachada, também revestido de pedras. O lavabo, ao fundo tem parede envidraçada para fachada. A privacidade se dará pela película jateada, que não impedirá a luz de inundar o ambiente.

Escada com degraus em balanço

A cozinha se integra às salas trazendo amplitude à residência de área total aproximada de 230,00m². Integrada também à varanda da churrasqueira por uma janela envidraçada que posui peitoril de 35cm que sugere um bar e apoio ao lazer.  

Vista posterior a partir da área de lazer

O corredor dos quartos  possui parede envidraçada com vista de toda a área da piscina. É aí o acesso à varanda que se forma com a cobertura da área da churrasqueira e em sentido oposto o acesso à cobertura: um teto-jardim, que além de servir como mirante, traz conforto térmico para a residência.

Cobertura com telhado verde e mirante

Rede Daun’s de cara nova!

12/08/2010

A nova cara da rede Dauns

Conhecida em Marília-SP por ser uma rede de fast food jovem e de valores justos, a empresa DAUNS nos procurou, a mim e ao Caio Turra (arquiteto com quem tenho parcerias em alguns projetos bacanas) para repaginar a estética da loja, e futuramente de toda a rede.

A princípio iniciamos com a unidade do Marília Shopping, mas é só o começo.

Toda a cozinha foi modernizada num projeto audacioso (pelo prazo que tínhamos), e com a constante supervisão do Gustavo (Daun), que sempre trazia novas ideias para melhorar e agilizar a produção, sem perda na qualidade da preparação dos alimentos.

Cozinha foi toda repaginada: novos revestimentos e novos equipamentos

Essa preocupação foi uma característica constante no desenvolvimento do projeto. Não é à toa que a rede cresce em projeção geométrica. Outros novos projetos já estão em Estudo (aguardem!!!)

A cor vermelha foi mantida: acreditamos na sua força. Além de ser marcante e moderna. O que nos incomodava era o excesso de informações que se nota neste tipo de estabelecimento devido à exposição de várias imagens dos pratos (que julgamos extremamente necessário: afinal de contas quem nunca comeu com os olhos?). 

Limpamos os excessos: propomos um portal com referências à arquitetura “plástica” da Zaha Hadid. As curvas são inegáveis sedutoras que nos conduzem. Neste projeto a intenção era seduzir ao pecado da gula (provem o pastel de brigadeirooo de lá, de-lí-cia!!).

Elementos curvos e arquitetura "plástica"

Trabalhamos a volumetria em elementos que diminuíam enquanto avançavam ao interior do balcão. Conforme o observador alterna o ângulo de visão os elementos se movimentam numa ilusão de óptica.

Entre os elementos um estudo luminotécnico se aplica discretamente para valorizar o balcão. Este, na parte inferior recebeu concreto aparente, moldado in loco, conferindo uma certa brasilidade à essa arquitetura tão globalizada.

Ilusão de Óptica: elementos curvos dão sensação de movimento

Por fim, o acabamento brilhante foi intencional:  reforçar a plasticidade tecnológica da caixa! Aqui o público jovem encontra logo sua identidade: ousadia,  diversão (mesmo que adultas) numa embalagem conceitual: como uma caixinha de toy art!

Castellatto e Luxaflex deram um show na Casa Cor!

11/23/2010

Como prometi falarei dos meus parceiros na Casa Cor Trio, em suas particularidades e diferenciais.

Primeiro vou contar da minha parceria com as marcas. A Castellatto me acompanha há algum tempo em meus projetos. A vi pela primeira vez em uma loja multimarcas de Marília-SP, a Espaço Arte: a linha de madeira para decks, achei perfeito! Sustentável, baixíssima manutenção, pelo mesmo custo!? Me belisca!

Daí vieram as linhas para  Parede ( a Paris, por ex.  possui a mesma possibilidade de paginação que usei no meu jardim da Casa Cor Trio, mas lisinha, muito chic! perfeita para interiores).  Sem dizer as modernérrimas linhas para Parede Prisma e Eclypse (entre outras) que especifico sempre que posso. Virei fã…

 Os relevos e diversidade de aplicação valorizam o trabalho de Luminotécnica que a-do-ro explorar!

Na parede de fundo do jardim de inverno, apliquei Placas de Concreto em diversos tamanhos e espessuras, da linha Etrusco Castellatto. O tom Fendi me atraiu bastante por trazer ao mesmo tempo uma luz confortável (não seria a mesma coisa com branco…) e a parceria perfeita às diversas aplicações de negros foscos e brilhantes.

Aplicação de Castellatto - Linha Etrusco Cor Fendi

Por fotos a textura apliacada se faz muito discreta, mas pessoalmente a sofisticaçãodada pelo material  é ímpar!

Aliás abro um parênteses para a Espaço Arte! Elas nos ajudam muito fazendo uma triagem bem bacana de materiais e marcas que conferem estilo e personalidade. Foi lá que conheci a Castellatto. Quando não posso visitar a Revestir em SP, nem ligo: vou até a loja e me atualizo! Elas me dão suporte de Materiais e ao Cliente um trabalho de Pós-Venda: orientam os profissionais, conferem a obra em visitas, e fazem a ponte com a Assistência técnica. Perfeito!

As persianas da Luxaflex dispensam apresentações! A qualidade é inquestionável: as que usei no Office Flex foram da linha Black Piano. Em madeira laqueada, com perfeito acabamento (digno de Casa Cor), refletm meu trabalho de Luminotécnica com muita (mas muita) sofisticação.

Achei o máximo esse retorno de superfícies polidas e brilhantes. No mobiliário (minhas cadeiras vermelhas da Forma apresentam isso), na arquitetura (A Zaha tem o luxo da tecnologia para explorar isso e o faz muito bem), nos objetos e vestuário (viva Melissa)…

E o efeito da  luz vem para fazer o casal perfeito nessa parceria. Traz um certo glam contemporâneo, que aliado à cor, fica jovem demais e muito divertido dependendo da escolha e da mistura …Pura tendência!

Persianas Luxaflex na Casa Cor Trio

A persiana preta tem uma função muito interessante de explorar as diversas nuances e situações da iluminação natural no Ambiente. Em Espaços onde a incidência excessiva é prejudicial, as alternâncias de posições vem resolver este problema de forma muito eficiente. No caso deste Espaço Corporativo,  a persiana permite  uso de apresentação de imagens na Sala de Reuniões quando fechada. Em outras situações o exterior é ponto de valorização do espaço. Principalmente quando se tem uma praça linda como a que o Marcelo e a Rafaela Novaes elaboraram para o Evento.

Fachada Do Office Flex na Praça de Marcelo Novaes e Rafaela Novaes para a Casa Cor Trio 2010

Em Marília-SP  encontro as Persianas Luxaflex na Planet Paper. Foram eles que fizeram o trabalho de colocação e foi lá que conheci a Black Piano! O trabalho foi impecável, dentro dos prazos combinados, foram perfeitos! Não conseguimos fazer algo primoroso à duas mãos. Só a escolha de bons parceiros, que tem no resultado final sua maior preocupação, faz de um bom projeto arquitetônico uma realidade!

Au revoir!

Fotografia em alta!

11/17/2010

Adoro fotografia! 

Não é uma enoooorme coincidência meu avô, meu pai, meu marido e milha filha serem fotógrafos.

Nasci em meio à negativos, pincéis e tintas de retoque que eram guradados na famosa caixa amarela da Kodak.

Achava o máximo ver meu pai pintando os negativos…..

E por trazer essa sensação de “estar em casa” explorei (bastante) os recursos da fotografia no meu ambiente da casa Cor Trio 2010.

Primeiro com o ” IntraBinários”  fotógrafo Guilherme Brambilla. Um trabalho super-contemporâneo, jovem, e urbano demais! São fragmentos de São Paulo: Casa das Rosas, prédios da Paulista, corredor de um prédio tombado (na verdade em processo de Tombamento) do Artigas.

Emolduradas (em alinhamentos nada convecionais) ficaram lindas!

Outro trabalho foi uma foto bacanérrima, de raízes e troncos de árvores sobrepostas que por coincidências (que não existem!) dialogaram com a mesa da Sala de Reuniões de Madeira Jequiá Certificada, de beleza também estonteante.

E o  “Árvores Sobrepostas” foi impresso em adesivo, em parceria com a Target Painéis, em acabamento fosco.

É notável a diferença quanto à sensação de aconchego que chegamos através desta aplicação.

Quando se pensa nos outros elementos do ambiente, na cor negra, como a cortina e as persianas, a monocromia se completa em alto estilo, conferindo um requinte próprio desta cor.

Taí a dica! Monocromia de negros e arte expressa através da fotografia.

Atemporal!

Estreando no Blog e na Casa Cor Trio!

11/13/2010

Um Brinde! É assim que vejo a Estréia do meu Blog: brindando com você essa nova fase. Vamos aqui dividir vários momentos agradáveis. Falar de Arquitetura, da minha arquitetura. Divulgar parceiros, novos materiais e aplicações.  Comportamento, também. Tá tudo interligado, não está? Um bom bom prato, um acessório bacana, lugares interessantes. Vamos falar de bom gosto, do novo!

E o último novo da minha vida é a Estréia na Casa Cor Trio, especificamente na Casa Office. Acho que participar da Casa Cor é um sonho de todo arquiteto. Pelo menos um deles! E tudo aconteceu tão rápido na minha vida que agora, depois de projetar, executar e superar as dificuldades de estar com escritório, minha base, há 450km do Joquei Clube, posso dizer que estou curtindo este último filho. E muito feliz com os resultados.

Durante este mês, vou relatar todos os detalhes do projeto. Materais, marcas e parceiros que me apoiaram (não foram poucos!). Espero que gostem também. 

Recepção do Office Flex para Casa Cor Trio 2010

O projeto é um Office Flex para três profissionais: um fotógrafo, um designer e uma estilista. Para quem não sabe Office Flex é um espaço onde profissionais habituados (e convictos) a sua produção em seus Home-offices, partilham de um espaço mais corporativo e formal para atender seus clientes e parceiros. 

Aqui num mix de estilos os profissionais imprimem suas características pessoais, alguns de seus trabalhos e suas preferências são discretamente declaradas num mix de materiais e estilos.

Sala de Reuniões do Office Flex para a Casa Cor Trio 2010

A sobriedade do fotógrafo surge no jogo de monocromias que variam do negro para o crú, que formam  o tom base para a preferências sustentáveis e rústicas da estilista. O designer insere sua ousadia nos tons ‘plásticos’ e coloridos que brincam com o vermelho, o amarelo flúor e o laranja.

Estação de Trabalho e Café do Office Flex para a Casa Cor Trio 2010

Espero que apreciem! La santé!